FPPL: produtores de leite ganham representação exclusiva na Câmara

No dia 27/10 ocorreu o lançamento da ‘Frente Parlamentar em Apoio ao Produtor de Leite' (FPPL) na Câmara de Deputados. O evento contou com a presença da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, além de parlamentares, produtores de leite e outras entidades do setor lácteo. O projeto foi inicialmente apresentado na Câmara em fevereiro deste ano, pelo deputado deputado federal Vitor Hugo de Araújo Almeida (PSL/GO), com o objetivo de promover e garantir a execução de políticas públicas que beneficiem o produtor de leite, estabelecendo um ambiente de maior segurança para prosperar.



29/10/2021 - Na última quarta-feira (27) ocorreu o lançamento da ‘Frente Parlamentar em Apoio ao Produtor de Leite' (FPPL) na Câmara de Deputados. O evento contou com a presença da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, além de parlamentares, produtores de leite e outras entidades do setor lácteo.


O projeto foi inicialmente apresentado na Câmara em fevereiro deste ano, pelo deputado deputado federal Vitor Hugo de Araújo Almeida (PSL/GO), com o objetivo de promover e garantir a execução de políticas públicas que beneficiem o produtor de leite, estabelecendo um ambiente de maior segurança para prosperar.


A ministra destacou a importância dos mais de 1 milhão de produtores para a economia do país e afirmou que a frente atenderá todos os tipos de produtores de leite do Brasil. “Essa frente junta os grandes, pequenos, médios e até aqueles que trabalham na subsistência, para ajudar o executivo a encaminhar políticas públicas, para o fatiamento

dessa cadeia que é muito grande e diversa”, disse Tereza Cristina.


A frente será coordenada pelo deputado Vitor Hugo. “Nós temos aqui a frente parlamentar da agropecuária que já faz um grande trabalho, voltada para todos os campos de atuação no agronegócio, mas nós queremos uma voz específica. Um grupo de parlamentares, 201 deputados, iram se dedicar no dia-a-dia a dar voz e a fazer link com o

Ministério da Agricultura”, afirmou.


As informações são do Sistema Brasileiro do Agronegócio, adaptadas pela Equipe MilkPoint.


Fonte: Milkpoint

6 visualizações